sexta-feira, janeiro 16, 2009



Pilar Rahola ou aquilo que eu gostava de ter escrito sobre Israel.

Por que não vemos manifestações em Paris, ou em Londres, ou em Barcelona contra as ditaduras islâmicas? Por que não as fazem contra a ditadura birmanesa? Por que não há manifestações contra a escravidão de milhões de mulheres que vivem sem nenhum amparo legal? Por que não se manifestam contra o uso de "crianças bomba", nos conflitos onde o Islão está envolvido? Por que nunca lideraram a luta a favor das vítimas da terrível ditadura islâmica do Sudão? Por que nunca se comoveram pelas vítimas de atos terroristas em Israel? Por que não consideram a luta contra o fanatismo islâmico, uma de suas principais causas? Por que não defendem o direito de Israel de se defender e de existir? Por que confundem a defesa da causa palestina, com a justificação do terrorismo palestino?

Que a paz possa chegar rapidamente e que dure. Coexist.

Shabat Shalon.

1 Comments:

Anonymous Pedro Lopes said...

Nada disto tem a ver com o actual conflito. Caso contrário nada seria feito uma vez que há sempre cenários piores. Poderá argumentos para justificar a violência de Israel, mas não são estes.

Pura demagogia. Tal e qual a do padre que recentemente veio dizer que não percebe a inclusão do casamento homosexual no programa do PS uma vez que a sociedade portuguesa tem assuntos bem mais sérios para tratar.

7:20 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home